Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘poder’

Dantes

Dantes acreditava que os homens se organizavam em sociedade porque partilhavam necessidades e delas nascia um conjunto de princípios que definiam, por sua vez, um conjunto de deveres e direitos. Hoje, quando vejo que à minha volta já ninguém defende princípios mas sim interesses egoísticos, começo a acreditar que já não é de uma sociedade ampla que se trata, mas sim de um aglomerado de tribos não dispostas a ouvir ou a ceder.

Anúncios

Read Full Post »

Velhos lugares

“Desde que chegou ao Parlamento, em 1998, Gillard foi julgada e escrutinada em todos os aspectos da sua vida pessoal e até características físicas, da voz nasalada ao pronunciado sotaque australiano (ela que até nasceu no País de Gales e é a segunda líder do país que não nasceu na Austrália), passando pela sua escolha de roupa e penteado e, acima de tudo, pelo facto de ser uma mulher sem filhos. Em 2007, o senador liberal Bill Heffernan provocou uma polémica ao afirmar que uma mulher “deliberadamente estéril” não podia conduzir os destinos do país e que ter filhos a ajudaria a compreender melhor as necessidades dos australianos.”

Também eu já ouvi destas. “Não tens filhos, não sabes”. “Se tivesses filhos pensarias de outra forma”. São lugares comuns de quem tem pouco mundo e julga o mundo dos outros pelo seu, muitas vezes cheio de rancor e mesquinhez. Deve ser pior quando se é mulher. Não, não tenho filhos. Mas se os tivesse era incapaz de os educar com esta mentalidade.

Read Full Post »

Aprende-se a vida em comunidade com os desenhos animados. Quando eu era pequeno ficava fascinado com a vida em comunidade de pequenas vilas e aldeias em animações de plasticina (mais recentes que as de leste do Granja, claro). Nessas vilas e aldeias havia sempre um ambiente de grande estabilidade, sossego e paz social. Sempre sonhei que fosse possível chegar ali com as preocupações ambientais, culturais, com a promoção do exercício físico e o elogio da rua. E no fundo, são ainda estas aquelas que considero serem as necessidades fundamentais de uma pequena comunidade. Aprende-se muito com os desenhos animados.

Read Full Post »

dogma XXI

A decadência das sociedades é uma coisa gradual, uma espécie de cancro que se alastra devagar e silenciosamente. Alguns garantem que os maus períodos das épocas são apenas uma consequência inevitável do progresso. Mas é quando os princípios são ultrapassados pela superficialidade e fugacidade desse mesmo progresso que percebemos a urgência do dogma da estabilidade e do equilíbrio. Uma sociedade sem dogmas tende a descambar, a decair. Os princípios estruturantes de uma sociedade necessitam desse núcleo dogmático para a sua manutenção. O progresso é o caminho anti-natural da evolução social porque é a prudência que solidifica.

Read Full Post »

a elegância do dinheiro

um homem rico, muito rico, não fica em hotéis, compra casas. isso dá-lhe o privilégio de poder dizer sempre que chega a algum lado: “enfim, em casa”. o poder do dinheiro está em criar mais e melhores circunstâncias para o conforto e não no capricho exibicionista. o exibicionismo é uma característica dos pretensiosos.

Read Full Post »

alcova

bond

de um modo geral, o homem é corrompido por duas coisas: o dinheiro e o sexo. o problema é que o sexo não é matéria de crime num acto de corrupção. o sexo nunca foi encarado como uma fraqueza que mexe com o carácter dos homens e que, como tal, influencia as suas decisões. é, por isso, a forma mais segura de corromper o poder. não é por acaso que no futebol os árbitros são levados aos braços de mulheres dispostas a satisfazer os seus mais profundos desejos em troca de outros favores, ou que os inimigos de james bond enviem belas mulheres para o obrigar a cometer erros. na cama resolve-se muita coisa, como diria o meu amigo a.r..

Read Full Post »