Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘poesia’

sumário

a poesia é um corpo original construído por palavras livres. é sentir a vida como nos apetece, mesmo quando não se sente nada, de todo.

Anúncios

Read Full Post »

last year’s man

Some women wait for Jesus, and some women wait for Cain
so I hang upon my altar
and I voice my acts again.
And I take the one who finds me back to where it all began
when Jesus was the honeymoon
and Cain was just the man.
And we read from pleasant Bibles that are bound in blood and skin
that the wilderness is gathering
all its children back again.

Leonard Cohen

Read Full Post »

75 anos

O que me distingue de Pessoa é que, a mim, mais de 100 mil pessoas já me leram e ninguém me reconheceu génio e a ele menos de 100 mil o leram e para lá do milhão lhe reconhece o génio.

Read Full Post »

sem dramas

Read Full Post »

poetry must be on tv

A poesia é, para muitos, como um acto pudico de sexualidade; como quem se envolve em segredos onanistas, longe dos olhos da censura e da reprovação. O quê, gostar de poesia? Eu tenho namorada, por amor de deus! A poesia é o fundo da lamechice. Ou a poesia é uma foleirice da populaça. Milhões de páginas escritas pelo mundo esmagariam este desprezo. Vinha a pensar nisto no carro enquanto ficava parado na via rápida. Não sei porquê. Talvez porque, por vezes, me apetece deixar aqui escritas coisas que acabo por não publicar por receio daquela reprovação. É o meu onanismo secreto.

Read Full Post »

na contramão

Help Help
Help i feel life coming closer
When all i want is to die

Marilyn Monroe

Read Full Post »

i’m your fan

Um velho homem atravessa o oceano, das montanhas para o Mediterrâneo. Traz na pele marcada e manchada o peso de ser homem, mas traz também os gestos serenos da idade e a ironia da resignação, dos punhos cerrados e do sorriso desafiador. Sussurra a ancestralidade do mais concreto amor, a dor do mundo e decreta a paz do desprezo. E Deus sai-lhe pela boca com gravidade. E prega aleluias com toda a convicção. E transporta a narrativa das nossas vidas como se pusesse poesia onde apenas nada existe. E dá a esse apenas nada estilo e confiança. O cantor faz do rato um homem e o homem feito agradece. Só se pode agradecer a generosidade.

Read Full Post »

Older Posts »