Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2012

Read Full Post »

ela

é a única estação de género feminino, precedida pelo deprimido inverno e à qual sucede o verão moreno e depilado. poderá ter-lhe sido concedido o género pelo seu perfume fresco e sensual. mas, é no seu temperamento inconstante que mais se assemelha à tendência feminina. entre as noites suaves e doces e o frio lancinante. entre as tardes soalheiras e as águas tardias e implacáveis. é o fim do tédio e o nascimento do desejo e do prazer; dos dedos cravados na pele e dos corpos quentes entrelaçados na madrugada.

Read Full Post »

this mess we’re in

esta confusão em que estamos metidos. é um estreito labirinto de cactos. é o relógio – tic tac – a apressar a angústia dos dias. esta confusão em que estamos metidos. é a minha falta de jeito.

Read Full Post »

sumário

a poesia é um corpo original construído por palavras livres. é sentir a vida como nos apetece, mesmo quando não se sente nada, de todo.

Read Full Post »

a fé

Read Full Post »

aforismo

só se sai de uma zona de conforto pela necessidade de se ficar confortável consigo mesmo.

Read Full Post »

em mi menor

nota prolongada, lânguida de triste, em que se atravessam as criaturas da cidade e onde caem gotas grossas de água. é uma pressa em câmara lenta, daqui.

Read Full Post »

Older Posts »