Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2011

Este blog está de luto e sem as palavras certas. É melhor não dizer nada.

Read Full Post »

amor e ódio

Já não sei quem* é que citava uma frase muito interessante do Solnado no outro dia que dizia algo como isto: “quando saio de Lisboa não tenho saudades, tenho ciúmes” (cito de memória). É uma frase que reflecte muito da relação de posse que estabelecemos com as cidades e que vai gerar a dicotomia entre o amor e o ódio. Umas vezes amo-te, outras odeio-te. Porque és arrogante e te deixas assediar por uma coolness qualquer e já não queres saber de mim, ou de nós. Porque às vezes és fria e distante nos piores momentos e aquilo que me fascina em ti desaparece no instante em que ignoras os meus passos. Lisboa, i love you but you’re bringing me down.

*Afinal já sei quem foi. Foi o Nuno, claro.

Read Full Post »

a revolta burguesa

Fiz 600 km’s, gastei 42€, agravei uma gripe, dormi duas horas e não consigo respirar. Também eu tenho os meus caprichos motivos para pôr em causa a democracia.

Read Full Post »

Uma falha enorme. Este ano ainda não lhe dedicámos nenhum post num frenesim canibalista. Nunca é tarde para repetir até à exaustão que te quero morder as mãos.

Read Full Post »

reflexões

Read Full Post »

Dantes

Dantes acreditava que os homens se organizavam em sociedade porque partilhavam necessidades e delas nascia um conjunto de princípios que definiam, por sua vez, um conjunto de deveres e direitos. Hoje, quando vejo que à minha volta já ninguém defende princípios mas sim interesses egoísticos, começo a acreditar que já não é de uma sociedade ampla que se trata, mas sim de um aglomerado de tribos não dispostas a ouvir ou a ceder.

Read Full Post »

last year’s man

Some women wait for Jesus, and some women wait for Cain
so I hang upon my altar
and I voice my acts again.
And I take the one who finds me back to where it all began
when Jesus was the honeymoon
and Cain was just the man.
And we read from pleasant Bibles that are bound in blood and skin
that the wilderness is gathering
all its children back again.

Leonard Cohen

Read Full Post »

Older Posts »