Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘da estética’

streetwalk

O primeiro dia de gabardine deveria ser um dia feliz. Mas não é. Porque os neons não deixam, porque a chuva magoa e os passeios é que marcam o compasso, porque os carros não param e porque tudo o resto é um movimento repetido, quase estático. E só tu achas que estás em Nova Iorque.

Read Full Post »

trimm trabb

os meus ténis são verdes e amarelos. às vezes, quando olho para eles, nos dias cinzentos, lembro os dias de sol. são dias que se acabam, luz que expira. ficam só a memória e os ténis verdes e amarelos. e já não se pode voltar atrás.

“I’ve got trimm trabb
Like the flash boys have
And I can’t go back
Let it flow, let it flow
I sleep alone”

Read Full Post »

Nem todas as notícias de início de ano são más. Há boas surpresas, a começar pelo disco de estreia de Anna Calvi. Não ganha apenas pela sonoridade que o Guardian tão bem descreve, mas tem também elementos estéticos de ir ao céu, sendo a escolha do backline muito apropriada. A escolha da tele ou da gretsch é sempre apropriada. E assim se descobre o amor em 2011. Façam bom proveito.

Read Full Post »

filosofia

obrigado, you sweet devil, you

Read Full Post »

a dança

Era a noite mais longa de todas as noites e a rua brilhava com a chuva. Ouviam-se botas a bater na calçada e as pernas mexiam-se num compasso rigoroso. Por toda a cidade um movimento harmoniozo que aceita o inverno e devolve a humildade da dança. Dura como pedra, a canção entoava, então, como se todos a estivessem a ouvir.

Read Full Post »

Back to basics

As rulotes são um lugar estranho. Estão lá longe, num tempo em que pelas estradas os carros puxavam atrelados até parques de campismo gigantes e a suave sensação de descanso era esmagada por casas inteiras de uma portuguesidade que saía do armário com as cores dantes proibídas. Depois foram assassinadas pelo crédito e trocadas pelo time sharing. Lá longe, onde a memória recupera a custo o cheiro dos churrascos rudimentares e a felicidade genuína que dormia uma sesta sem pressas, ainda se vêem os recheios primorosos de mau gosto e a vaidade de se ser proprietário. E o mais certo, oh o mais certo!, é o regresso.

Read Full Post »

boys will be boys

Os homens cumprem sempre a sua ideia de adulto em criança assim que a podem pagar. Uma mota, um barco, um avião, um cavalo. Com estas coisas vem a roupa. O guarda-roupa define um homem naquilo que eram os seus sonhos de criança, a estética que sempre ambicionou. Um homem sem estética é um homem sem sonhos e por isso, quando os rapazes se juntam, as conversas convergem porque há um ideário comum. Seja o rock’n’roll, o Jacques Cousteau ou o Corto Maltese. É como se a arte e a ciência fossem uma boa desculpa para voltar a brincar.

Read Full Post »

Older Posts »