Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2010

cobertores

do cliché habitual das tardes de chuva à janela sobra a certeza de que há sempre muita coisa para ver. a melancolia é o melhor dos cobertores.

Anúncios

Read Full Post »

não há tempo

O João Paulo Seara Cardoso. Trata-se assim de uma frase porque dela consta um sujeito e um predicado. Um homem extraordinário, um criador que fez muito por todos nós, só porque se levantou da poltrona. Não é só o Teatro de Marionetas do Porto que perde o seu pai, é o teatro e o mundo que perdem um dos seus mais brilhantes e fiéis criadores.

Read Full Post »

sem dramas

Read Full Post »

amor mtv

O meio tem hoje mais influência no intimismo do que o intimismo alguma vez teve no meio. Daqui nasce o preconceito que esmaga a naturalidade e a massificação que sufoca a personalidade.

Read Full Post »

poetry must be on tv

A poesia é, para muitos, como um acto pudico de sexualidade; como quem se envolve em segredos onanistas, longe dos olhos da censura e da reprovação. O quê, gostar de poesia? Eu tenho namorada, por amor de deus! A poesia é o fundo da lamechice. Ou a poesia é uma foleirice da populaça. Milhões de páginas escritas pelo mundo esmagariam este desprezo. Vinha a pensar nisto no carro enquanto ficava parado na via rápida. Não sei porquê. Talvez porque, por vezes, me apetece deixar aqui escritas coisas que acabo por não publicar por receio daquela reprovação. É o meu onanismo secreto.

Read Full Post »

Read Full Post »

casper, the friendly ghost

Acho sempre que estamos num alpendre qualquer, no mais profundo dos silêncios. Não morremos por acaso e, depois, há uma tranquilidade que fica ali a aquecer os ossos enquanto a raiva vai arrefecendo. Os fantasmas são isso mesmo – o cobertor do silêncio.

Read Full Post »

Older Posts »