Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘rotina’

Antes do despertador tocar, já eu estou sem vontade de acordar. Nunca precisei de esperar que ele tocasse para chegar a esta conclusão. Não sou nenhum deslumbrado. Às vezes, mesmo antes de me deitar, tenho já a certeza de que não me apetecerá levantar. Não sou desses que só se lembram de como é bom estar na cama no momento de acordar, desses que mal acordam só pensam em  tomar café para ficarem despertos. Eu, mal acordo, só penso em voltar ao sono. Sou de uma preguiça pura, genuína, autêntica; de uma dessas preguiças opiárias e lânguidas. Sem culpa, nem remorso.

Read Full Post »

cada vez mais, o menos

Tenho perdido a paciência e alguma generosidade. Por estes dias, pouca atenção tenho dado aos problemas alheios. Já pouco me importa. Cada vez menos, vou falando com a família. Visito um ou dois amigos e tento escapar a programas de agenda predefinida. Mesmo assim, cada vez mais, tenho menos tempo.

Read Full Post »

empatia

tenho arriscado não olhar para o termómetro. as horas, vejo-as pelo relógio de pulso e já há algum tempo que ignoro as notícias na rádio, bem como não ligo a televisão com a mesma frequência de outros tempos. tudo isto faz parte de um plano de alheamento. e está a resultar. sinto-me muito mais próximo dos outros.

Read Full Post »

repetição

saltos altos num compasso certo e outros sons. na rua é segunda-feira. é preciso fazer a barba.

Read Full Post »

the day i tried to live

já chegaste a uma idade em que não compensa acordar tarde. acabou. e, agora, sabes que podes aproveitar os domingos de manhã para arrumar os dias. devias escrever mas, preferes ficar a olhar para a janela, com a palma da mão sob o queixo, a ver a rua pelo cortinado. ficas ali, a pensar na liberdade, no amor e na lista de compras. decisões fáceis para um domingo: a lista de compras, sempre.

Read Full Post »

falar do tempo

L. não leva a conversa sobre o tempo de ânimo leve. Sempre que o encontro, na hora do almoço, fala-me da influência das nortadas no sucesso do turismo balnear. Se o sol se apresenta mais forte, não hesita em trazer à colação os riscos da seca e a grande problemática agrícola. E ao contrário do que seria de esperar, não evito o comentário meteorológico na sua presença. Nunca gostei de conversas de conveniência.

Read Full Post »

vício colectivo

Uma aposta colectiva recente, num jackpot, levou os meus colegas a imaginarem uma vida de milionário que não envolvia, como seria de esperar, trabalhar. A receita da aposta foi, porém, curta. Sugeriu-se, então, uma nova aposta a partir do remanescente. Todos concordámos. No caminho de casa, também eu imaginei o que seriam três dezenas de milionários numa empresa que, de um momento para o outro, decidissem abandonar o barco. Às dezenas de milionários seguir-se-ia a queda de uma empresa por falta de colaboradores. Talvez por isso a aposta tenha sido mantida num falso sigilo “don’t ask, don’t tell”.  Um vício colectivo.

Read Full Post »

Older Posts »